Uma pequena horta e um grande património (genético)

Bem Estar Descubra como é possível tem um grande patrimônio genético em uma pequena horta que pode ser montada no quintal de sua casa.
Você vai ler:

A terra se é bem tratada, com amor, responde da mesma forma, dando muito e bom fruto.

Para aumentar a produção da horta e a fertilidade do solo, para além da adubação verde, já referida no artigo anterior, a rotação e consociação de culturas são também fatores muito importantes.

Para que essa biodiversidade seja mais produtiva e mais reprodutiva devemos trabalhar com as variedades tradicionais, não híbridas, pois são as que conseguem reproduzir-se mantendo as suas qualidades.

As híbridas até podem produzir mais, mas não podemos guardar as suas sementes, seja porque degeneram, seja pelos royalties dessas variedades e os seus altos preços.

A produção hortícola mais comercial, que chega aos supermercados, é quase toda oriunda de variedades híbridas e, para além de ser mais pobre em sabor está a contribuir significativamente para a extinção das variedades tradicionais (ou regionais).

Nas pequenas hortas, para autoconsumo, ou para o mercado local, podemos conseguir uma grande diversidade de alimentos num pequeno espaço. Para além disso, temos acesso a um alimento mais rico e a um património genético de grande valor e, nalguns casos, já bastante raro.

Perante tanta variedade, podemos escolher o que melhor cresce na nossa horta, o que melhor nos agrada à vista, mas também ao olfato e ao paladar.

Destacamos, em particular, os frutos do tomateiro  que é das plantas da horta uma das que, mais variedades regionais ainda tem, umas provenientes da zona de origem, na América do Sul, outras já resultantes da seleção cultural feita pelos agricultores nas várias regiões do mundo onde se pode cultivar.

Em Portugal a associação "Colher para Semear” tem-se dedicado à recolha de variedades tradicionais e, no seu catálogo de 2012, constam cerca de 150 acessos, ou seja, variedades de tomate aparentemente diferentes, a maioria de origem nacional.

Na minha pequena horta cultivo cerca de 10 variedades diferentes, cada uma com as suas qualidades, as suas formas cores e sabores. Pode testemunhar a forma e a cor através da fotografia da colheita de 2012.

Quanto ao sabor o melhor será mesmo que o leitor possa fazer a sua própria horta, passe à prática e organize a sua própria horta biológica. Caso não seja possível, pode sempre participar nas provas e nos encontros organizados pela associação "Colher para semear ”.