Stevia – o adoçante natural

Alimentação Veja sobre o Stevia um adoçante totalmente natural que não produz nada de calória, deixando o bom gosto doce no paladar.
Você vai ler:

Poder sentir o sabor doce sem ter as consequências calóricas é o sonho de muitos. Prova disso é a quantidade de produtos Light sem açúcar que usam adoçantes.

A industria alimentar há muito que percebeu isso, e desde há muitos anos que criou diferentes produtos químicos artificiais com o objetivo de adoçar sem calorias.

Mas a natureza já nos tinha brindado com um produto desses: chama-se stevia, e é um adoçante natural.

O que é o stevia?Cuidados a ter:

O stevia é uma planta da família do girassol, e o seu nome científico é Stevia rebaudiana. É originária das zonas tropicais e subtropicais do Continente Americano, e as suas folhas já eram usados há muito tempo (pensa-se que há mais de 1500 anos).

Atualmente  esta planta já é cultivada em diferentes pontos do mundo.

Nas folhas de stevia já foi possível isolar os compostos responsáveis pelo seu sabor doce: chamam-se esteviosídeo e rebaudiosídeo e são considerados  glicosídeos.

Estes compostos têm um poder edulcorante 250 – 300 vezes superior ao açúcar comum (a sacarose),  são estáveis ao calor e ao pH, e não são fermentáveis. Pode por isso ser usado em bebidas quentes e em diferentes sobremesas que tenham de ser cozinhadas.

Porque não tem açúcar, não aumenta os níveis de açúcar no sangue, não contem calorias e não provoca cáries.  

São estes glicosídeos steviol que são isolados e vendidos sob diferentes formas nos diferentes produtos de stevia já disponíveis no mercado nacional.

Como usar:

O stevia jpode ser encontrado em pastilhas, em pó ou em liquido. Como as concentrações são distintas, convém ler as recomendações do produtor.

Pode ainda usar diretamente as folhas caso tenha a planta em casa (já é possível compra-la em diferentes locais). Para isso corte as folhas em pedaços muito pequenos e junte-as à bebida que pretende adoçar (1 colher de sopa de folhas picadas é mais que suficiente).

Cuidados a ter:

Apesar da ausência de calorias, os produtos atualmente disponíveis com stevia podem ter outros excipientes como lactose, ou maltodextrina (um amido), dai  que se o seu interesse é controlar a ingestão de hidratos de carbono, é conveniente ler corretamente os rótulos.

Como para qualquer outro produto alimentar, o consumo moderado é sempre um excelente conselho.

Pois uma coisa é usar o stevia 1 – 3 vezes por dia, outra é usar quantidades exageradas todos os dias!

Apesar da ausência de efeitos secundários, o stevia lutou bastante para conseguir um lugar ao lado dos adoçantes artificiais: provavelmente pela competição direta que faria a estes últimos, e por possuir uma característica impossível de obter pelos outros.

Ser natural e impossível de ser patenteado (as patentes só são possíveis de obter para produtos inovadores, que não existem em natureza).

Só em 2011 é que foi aprovado o seu uso na Europa e até 2008 era vendido nos estados unidos apenas com a designação de suplemento alimentar (não podendo ser designado como adoçante.