Sobre o estar Só

Bem Estar Confira os benefícios de estar só e manter uma saúde física e mental de qualidade, reservando um tempo somente para você.
Você vai ler:

O período de férias leva-nos a repensar a questão da necessidade de estarmos sós.

Estar só implica movimento. Sairmos de nós, observarmo-nos e descobrirmo -nos de forma criativa na busca do equilíbrio. Movimentos de entrada e saída que devem ser periódicos e especiais.

Assistimos actualmente a vidas recheadas de ruido e de impossibilidades que nos transformam em seres estranhos na relação connosco próprios.

Satisfazemos vontades e não respondemos às nossas necessidades.

Não sentimos as emoções, tornamo-nos dependentes do outro, temos receio das contradições. Sentir e pensar desarmonizam-se pela ausência de tempos de pausa.

Afastar-se e decidir ficar sozinho nada tem a ver com o não saber estar com o Outro.

Saber estar só é falar da nossa capacidade de sermos livres, de desaprender e voltar a aprender. De relaxar, e unir corpo e mente através do silêncio e não das palavras.

Em momentos e espaços de tranquilidade tornamo-nos mais autênticos ou seja, mais íntimos.

Conhecemos e exploramos as nossas capacidades, identificamos e vencemos medos.

Recuperarmos a energia psíquica, tão necessária para experiências de crescimento pessoal e de auto realização.

E, pela sua excepcional capacidade de resistência ao controle da linguagem e do racional, o silêncio é, por excelência, o elemento mediador desse processo de harmonização entre corpo e mente.

Saber estar só pressupõe cultivar o silêncio!

Algumas sugestões:

  • Cultive o silêncio (prazer de estar consigo);
  • Perceba o que o faz feliz (focar a sua atenção e atribuição de significado);
  • Sinta as suas emoções (auto-conhecimento);
  • Aprenda a não querer (É uma opção);
  • Seja flexível (torna-o mais capaz de atingir o que pretende);
  • Corrija o seu discurso interno (no silêncio toma contacto com ele);
  • Permita-se a estar só numa consequência de atitude de respeito consigo próprio.

O estar só é uma pausa. Um silêncio entre compassos!