Sexualidade feminina e auto-estima, alguma relação?

Bem Estar Entenda como a auto estima da mulher pode estar ligada a sexualidade, descubra alguns pontos importantes sobre esse problema.
Você vai ler:

A vivência da sexualidade acontece através de transformações físicas e psicológicas que acontecem na mulher, sendo acompanhadas por aspectos sociais e culturais que influenciam as suas emoções e a perceção da sua sexualidade, criando visões positivas ou negativas.

É uma fase de mudanças, descobertas e surpresas, e a forma como nos posicionamos face a estas mudanças tem a ver com a nossa maneira de ser e estar no mundo desde que nos desenvolvemos enquanto mulheres. 

Segundo Alexander Lowen  "os problemas sexuais das mulheres têm alguma relação com o duplo padrão de moralidade ao qual foram submetidas ao longo de incontáveis gerações”.

A vida e os papéis de uma mulher são muito vastos, e a sexualidade é uma parte tão importante e realizadora quanto o desempenho desses papéis, sendo intimamente influenciada pelo seu autoconceito e pela perceção que têm do seu desempenho nesses papéis.

O desenvolvimento psicossexual da mulher é um processo de crescimento que incorpora cada um dos estágios precedentes a uma personalidade que progressivamente amadurece.

Para Lowen a personalidade e a sexualidade estão intimamente relacionadas e uma afeta a outra diretamente. 

Uma das primeiras coisas que se deve ajudar a desenvolver de forma saudável, na mulher jovem é a sua auto-estima.

A auto-estima é a chave de uma vida sexual saudável e recompensadora. Se não tivermos auto-estima não nos iremos conseguir sentir valorizadas nem respeitadas, pois não conseguimos fazer isso connosco próprias.

E o sexo será sempre influenciado por esta questão, limitando os horizontes de uma vida sexual saudável e prazerosa, connosco ou com o companheiro(a).

Temos de arrancar o espartilho mental, pois o sexo começa no cérebro e nas mulheres na autoestima:

Segundo Sylvia de Béjar " A autoestima é o princípio de tudo. Se não podes contar contigo mesma, não há nada a fazer.

Querer-se e cuidar-se de si mesma, é primordial para enfrentar a vida e para viver a nossa sexualidade.

Não somos duas pessoas diferentes, somos uma só. O que acontece fora do quarto de dormir reflete o que acontece nele e vice-versa.

Pensa em como te comportas na tua vida quotidiana, na tua capacidade de auto-afirmação, de pedir, de te fazeres valer, de seres tu e como isso influencia a tua felicidade na tua vida sexual”

Dicas para aumentar a auto-estima:

  1. Dedique no mínimo um quarto de hora a mimar-se. Faz qualquer coisa que lhe apeteça, só a si. Se, por exemplo, pintar algo, não ajuíze o que fez, nem peça opinião a outros, pois está a fazer algo para apenas desfrutar. Tem de aprender a ter prazer consigo própria;
  2. Faça uma lista das suas qualidades e pense sobre elas. Pode pedir a amigos ou ao seu companheiro (a) e vá lendo essa lista semanalmente. Com o passar do tempo acrescente mais qualidades;
  3. Ao fim do dia pense em 3 coisas positivas e recompense-se por elas;
  4. Escreva um diário em que descreve e explora sentimentos e comece a perspetivar coisas passadas de forma diferente;
  5. Pense em tudo que tem de positivo na vida, o que deseja que continue igual, o que deseja mudar, aprenda a distinguir o que pode e não pode mudar e trabalhe para isso e adapte -se aceitando o que não pode mudar.

Ter autoestima desenvolvida na sexualidade não é uma coisa que acontece, mas sim algo que você faz com que aconteça. Desenvolva-se, aprenda, cresça e seja feliz com a sua sexualidade.