Ser vegetariano emagrece?

Bem Estar Ser vegetariano emagrece mesmo ou é só mito? Venha descobrir isso e muito mais aqui.
Você vai ler:

Imagine uma pessoa vegetariana!

Quase toda a gente, quando imagina uma pessoa vegetariana, imagina alguém magro, foi o que se passou consigo?

Muitos são os estudos que mostram que os vegetarianos são mais saudáveis em muitos aspetos.

Diminuição de inflamação e de risco de doenças metabólicas, diminuição do risco de diabetes ou de doenças cardiovasculares são exemplos.

Mas será que a ausência de produtos animais na alimentação ajuda a emagrecer?

Na sua essência, quando alguém decide ser vegetariano, porque não concorda que se comam animais, por preocupação com o planeta ou porque passou a ler mais sobre comida, geralmente verificam-se melhorias na alimentação.

Muitos passam a comer alimentos biológicos e descobrem alimentos que até então, nunca tinham experimentado.

Variam muito nas suas escolhas, comem mais fruta e legumes que os não vegetarianos e são muitas vezes apologistas de exercício físico diário e de práticas como a meditação e o ioga.

Nestes casos, sempre que os equilíbrios para atingir proteínas de elevado valor biológico são respeitados e se tem consciência de alguns riscos, normalmente a pessoa melhora a sua saúde e perde algum peso.

Mas, se só quer ser vegetariano porque acha que dessa forma vai perder peso e nem sequer tem ainda o seu apetite controlado, provavelmente a experiência não vai correr bem:

  • sem carne e peixe pode cair no erro de comer mais cereais que o habitual;
  • pratos cheios de massa e com alguns legumes não são amigos do seu peso;
  • chamuças, rissóis e croquetes são sempre pouco saudáveis mesmo que tenham legumes ou soja por dentro. Uma lasanha é sempre uma lasanha, seja vegetariana ou não;
  • batatas fritas e muitos produtos industrializados podem ser consumidos por vegetarianos (isso torna-os saudáveis?);
  • é comum ver menus vegetarianos com muitos fritos;
  • o seu apetite pode descompensar ainda mais se não conseguir ir buscar proteínas a fontes alternativas;
  • consome quilos de fruta e imensos sumos de fruta - será que isso é bom?;
  • saladas gigantes mas com molhos pouco saudáveis em quantidades industriais também não são boa opção;
  • sopas com muita batata e poucos legumes são vegetarianas e igualmente pouco saudáveis;
  • os doces não têm carne/peixe e podem ser feitos sem lacticínios e ovos, mas como para qualquer pessoa, não devem ser consumidos sem regra;
  • o mesmo se passa com bebidas açucaradas e bebidas alcoólicas.

O exercício físico é tão importante para um vegetariano como para um não vegetariano.

Não existe evidência de que ser vegetariano emagrece e ser um vegetariano/uma vegetariana não saudável, assim como ter qualquer outro tipo de alimentação e não ser saudável – não vai ajudar a emagrecer! Sim, existem vegetarianos que fazem uma má alimentação!

Se simplesmente tirar a carne/peixe/ovos/lacticínios, mas não reduzir aos doces, bebidas açucaradas, cereais refinados, gorduras hidrogenadas e nem sequer fizer exercício – não vai perder peso!

Para além de que alimentos com gorduras saudáveis como nozes/amêndoas/avelãs, sementes, azeite ou abacate continuam a fazer falta e precisa de os consumir.

A utilização de refeições vegetarianas saudáveis várias vezes por semana ajuda-nos a melhorar a nossa saúde. E a diminuição do consumo de carne/peixe é uma opção sustentável.

Se quer tornar-se vegetariano faça-o da forma correta. E isso até poderá no peso.

Se só quer ser vegetariano porque acha que vai perder peso, opte primeiro por introduzir algumas refeições vegetarianas na sua alimentação, elimine o açúcar, faça mais exercício, coma mais frutas e legumes, coma biológico sempre que puder e não use produtos industrializados – vai com certeza ter mais sucesso.

Veja por exemplo a Dieta de Okinawa ou perceba se vale a pena tirar o glúten da sua alimentação.