Quer melhorar as notas dos seus filhos? Mude já a alimentação!

Alimentação Descubra como a alimentação influencia no rendimento escolar das crianças, entenda porque uma alimentação balanceada aumenta o desempenho estudantil.
Você vai ler:

As crianças e adolescentes são por vezes reticentes em relação a alimentos saudáveis.

Se começar desde pequenino a habituar o seu filho a comer alimentos saudáveis, são esses alimentos que lhe vão ser familiares.

Mas se ainda não o fez e as crianças/adolescentes que o rodeiam têm pouca apetência para alimentos bons, vai sempre a tempo de começar a fazer pequenas mudanças.

A alimentação influencia o rendimento escolar. 

Pequeno-almoço

Habitue o seu filho(a) a tomar pequeno-almoço, nem que para isso seja necessário levantar 10 minutos mais cedo.

Se for difícil dar-lhe de comer de manhã, porque não fazer um batido com fruta, avelãs e iogurte natural?

Se for simples comer de manhã – use frutas, frutos oleaginosos, cereais com pouco açúcar (verifique o rótulo e escolha o melhor possível), pão mais escuro, uma fonte de proteínas (leite, iogurte, bebida de soja, ovo).

Misture estes alimentos em diferentes combinações e utilize-os inteiros ou na forma de batidos.

Lanches

Iogurte e pão/bolachas são os alimentos mais habituais nos lanches.

Se considerarmos que deve haver variedade, não há problema nenhum em levar iogurtes e pão como lanche. Escolha iogurtes sem adoçantes e pão mais escuro.

Mas vá mais além, sugira bebidas vegetais, fruta e até oleaginosas numa caixinha ou saquinho.

As crianças não gostam de levar lancheira ou caixinhas com alimentos porque vão ser diferentes dos outros.

Não gostaria de ensinar ao seu filho que a opinião dos outros não é assim tão importante quando sabemos que estamos a seguir o caminho certo?

Devem ser consumidas entre 3 a 5 peças de fruta por dia.

Almoço/Jantar

Se o almoço é feito fora, o seu filho vai ter tendência para escolher os alimentos a que está habituado.

Todos devem comer sopa e nunca prescindir dos legumes no prato para todas as refeições. Não se fique pela alface/tomate/cenoura.

Experimente germinados, ficam ótimos em saladas e quem sabe algas.

E para além de arroz, massa e batata, pode experimentar batata doce, quinoa, millet. Verá que assim será muito mais fácil decidir o que comer!

Não cozinhe com caldos de legumes ou carne - evite o E621.

Ideias simples: Comer legumes crus com patê saudável

Faça um patê saudável ou até hummus ou guacamole e permita que o seu filho saboreie cenoura crua com estes acompanhamentos. É estranho isso

Só o é se também não tiver esse hábito! Legumes crus são óptimos para lanches ou mesmo para quando o jantar está quase pronto mas não

conseguimos esperar. Demolhe a cenouras durante algumas horas e escolha biológicas – desta forma pode até comê-las com a casca.

Fruta desidratada

A fruta desidratada no forno polvilhada com canela pode ser um agradável snack.

As espetadas de fruta também funcionam muito bem com crianças e adultos.

Pondere a utilização de um suplemento de ômega 3. O cérebro agradece!

Leia os rótulos, escolha alimentos o mais natural possível.

Eleja a água como bebida preferencial ou opte algumas vezes por sumos de fruta e legumes naturais.

Lembre-se que o seu filho vai fazer com mais facilidade o que vir fazer em casa.