Quem era afinal São Valentim?

Sustentabilidade Você sabe quem foi São Valentim? Sabe qual sua história? Venha descobrir quem foi este homem e como ele ficou tão famoso, sendo lembrado até os dias atuais.
Você vai ler:

Qual a origem do dia de São Valentim?

Recuando no tempo, é encontrado mais do que um S. Valentim com alguma importância histórica, mas há um deles, cuja história de vida parece ser mais consensual.

É surpreendente. As origens do dia de São Valentim, começam na Roma Antiga nas festas da Lupercália onde se festejava Juno, a deusa associada à fertilidade e ao casamento.

Nestas festividades, os rapazes solteiros sorteavam os nomes das raparigas para verificarem quem seria a sua companheira durante o período de festa que era cerca de 1 mês.

Em 496 d.C. o Papa Gelásio I decidiu instituir o dia de São Valentim no dia 14 de Fevereiro como forma de ter uma celebração cristã que substituísse a celebração pagã e romana que já existia.

Em 1969, a igreja católica decidiu não celebrar os santos cuja origem não é clara, e portanto, o dia de São Valentim passou a ser uma celebração sem ligação à Igreja.

Mas quem foi afinal São Valentim?

São Valentim que muitos falam e procuram saber, parece ter sido padre durante o império romano. Este Valentim desafiou as ordens do Imperador Cláudio II.

Claúdio II decidiu proibir os casamentos, quando percebeu que os rapazes jovens não queriam tornar-se soldados.

O padre Valentim não achou a ação correta e continuou a celebrar casamentos em segredo, até ser descoberto e preso.

Claúdio II tentou ainda salvar a vida de Valentim exigindo que se tornasse romano, mas Valentim nunca desistiu de ser cristão e foi por isso, condenado à morte. A sentença foi cumprida num dia 14 de Fevereiro.

Alguns relatos referem que São Valentim se apaixonou na prisão pela filha do carcereiro que ia visitá-lo com frequência e que lhe deixou um bilhete no dia da sua execução dizendo: "Do teu Valentim”.

Outros relatam que São Valentim escrevia cartas a amigos e familiares enquanto esteve preso e pedia que rezassem por ele assinando "Do teu Valentim”.

Com o passar os anos os cartões de são Valentim continuaram a ser enviados à pessoa amada como forma de comemorar o Santo que lutou pelo amor dos outros.

Portanto, a lenda tanto está ligada ao amor por uma mulher como ao amor pela religião e crenças, por isso, aproveite o dia de s. Valentim e escreva a alguém um cartão para lhe mostrar o quanto gosta dele(a), seja no sentido amoroso, familiar ou simplesmente a um amigo chegado.