Pão dos essénios

Alimentação Aprenda a fazer "Pão dos essênios" a forma mais natural possível de fazer pão, veja a receita neste post.
Você vai ler:

O pão dos essénios representa a forma mais natural possível de fazer pão.

Os Essénios (150 a.C. – 70 d.C) eram um povo judaico com estilo de vida muito próprio.

Para além de muitas outras coisas, eram vegetarianos, a comida era sujeita a rituais de purificação e por isso comiam da forma mais natural possível.

O pão que faziam era sujeito à ação do ar, água e sol e esses eram os elementos que intervinham na formação deste alimento .

É por isso muito apreciado pelos amantes da "raw food” ou crudivurismo.

É um pão de grãos germinados e por isso mais rico nutricionalmente que outros pães, além de ser mais fácil de digerir.

É também chamado de "pão vivo”. Também os pães com levedação lenta são mais ricos nutricionalmente do que os pães "rápidos” mais consumidos atualmente.

Como fazer?

  1. Há que germinar os grãos de cereal (o habitual é usar-se um cereal com glúten):
    Colocar uma chávena de grão num recipiente poroso (ou num germinador). Lavar o recipiente várias vezes com o grão lá dentro, escorrer toda a água e deixar repousar tapado por 12 horas. Ao fim de 12 horas voltar a lavar, escorrer a água e deixar repousar. Poderá ter de repetir o processo 3 ou 4 vezes dependendo da temperatura ambiente. Os grão estão prontos para o passo seguinte quando já tiver cerca de 0,5 cm de semente germinada;
  2. Moer os grãos germinados - Pode recorrer a um processador de alimentos ou a um pilão por exemplo, dependendo do que tiver disponível;
  3. Amassar e moldar a massa - Com as mãos, fazer formas redondas ou de qualquer outra forma e colocar ao sol. É possível incorporar na massa sementes, ervas aromáticas, oleaginosas, tomate seco, se assim for desejado;
  4. Deixar o sol atuar - Deixar o sol incidir sobre um dos lados da massa e depois sobre o outro, pelo menos 1 hora em cada lado.

Receitas mais actuais referem que a massa depois de triturada pode ser colocada no frigorífico num saco de plástico durante 2 dias para melhoria da consistência.

Que pode juntar um pouco de sal na massa e que se não tiver hipótese de deixar a massa secar ao sol, use o forno a cerca de 50ºC.