O que é que peixes, algas, linhaça e porco preto têm em comum?

Alimentação Você sabe de quais animais o ômega 3 pode ser retirado? Venha conhecer como prepará-los, fazer deliciosos pratos e repor o ômega 3 em seu corpo.
Você vai ler:

É sabido que precisamos de ómega 3 e a preocupação com este tipo de gorduras tem crescido. A alimentação ocidental enche-nos de ómega 6 e ficam a faltar ómega 3.

Na terra e no mar é possível ir buscar fontes de ómega 3, só que convém perceber as diferenças.

Mar: Peixes gordos e algas

Os peixes e óleos de peixe são a fonte privilegiada de ómega 3. Sardinha, cavala, salmão, são bons exemplos mas deixamos a indicação de que deve variar nos peixes que escolhe e nas suas origens.

Os peixes com menos acumulação de mercúrio são geralmente os mais pequenos.  

Peixes alimentados com algas e outros peixes, serão ricos em ómega 3, peixes alimentados com rações que contenham maioritariamente milho e soja não serão tão ricos.

Sobre tipos de peixe pode ver aqui o que já escrevemos. 

100 g de salmão grelhado pode ter entre 3 a  7g de ómega 3; 100 gramas de sardinha grelhada pode ter cerca de 2 a 4,5 g de ómega 3 (essencialmente EPA  e DHA )

As algas são também uma boa forma de obter EPA  e DHA ).

É mais fácil comer maior quantidade de peixe do que algas e as algas disponíveis para consumo têm menos ómega 3 que os peixes. Mas experimente e use-as regularmente. 

Terra: linhaça e porco preto

Linhaça

As sementes de linhaça são uma ótima forma vegetal de conseguir algum aporte de ómega 3, na forma de ácido alfa linolénico (ALA). 

1 colher de sopa de sementes de linhaça pode fornecer cerca de 2 gramas de ómega 3 na forma de ALA. 

Consuma a linhaça inteira ou moa na hora que vai consumir. Para aproveitar melhor o valor nutricional deve moer.

A linhaça já moída oxida mais facilmente por ação do ar e da luz e daí a necessidade de moer na hora de consumo.

Porco ibérico

Embora já haja produtos animais enriquecidos com ómega 3 (ovos, algumas carnes), não é na carne que se procura este tipo de gordura.

Mas, existe uma espécie de porco que devido à forma como é criado apresenta um perfil de gordura diferente dos outros animais.

Os porcos alimentados com bolotas e erva e criados ao ar livre, possuem maior quantidade de gordura monoinsaturada (como a do azeite) e polinsaturada (ómega 3) que os porcos "convencionais”.

O porco ibérico é um desses exemplos. 

Não sendo nosso objetivo que procure porco para obter ómega3, fica só a nota de que se puder escolher carne de animais alimentados naturalmente e que vivam ao ar livre, a sua saúde agradece. 

Nestes animais vai encontrar o tipo de ómega 3 que também encontra na linhaça (ALA), já que a produção de EPA e DHA nos porcos está pouco estudada e parece ser pouca.