O que é o óleo de onagra?

Bem Estar Você sabe o que é o Óleo de Onagra? Sabe quais são os benefícios dele para o nosso corpo? Venha entender mais sobre este maravilhoso óleo aqui.
Você vai ler:

O que é o óleo de onagra?

O óleo de onagra (Evening Primrose) é um óleo extraído de uma planta originária da América do norte (Oenothera biennis).

Os seus beníficios devem-se à acção dos ácidos gordos que o constituem e que podem estar em falta em diversos tecidos.

Possui Ácido gama linolénico (GLA) que é um ácido gordo ómega 6 com acção anti-inflamatória e também Ácido alfa linolénico (ómega 3) que é um ácido gordo essencial que o corpo consegue transformar em GLA.

Em certas situações (falta de certos nutrientes, diabetes e outras doenças, envelhecimento, …) o organismo deixa de ser capaz de produzir GLA e este torna-se um ácido gordo essencial (é necessário ingeri-lo pela alimentação/suplementação).

Benefícios

É desde há muitos anos usado para condições de pele como eczema, psoríase ou acne. É por isso frequente o seu uso em sabonetes e produtos de beleza.

Mas o que o torna mais famoso e útil são os seus efeitos em sintomas de que muitas mulheres padecem.

Os sintomas típicos de síndrome pré-menstrual, desconforto mamário em diferentes fases do ciclo menstrual e até sintomas de menopausa conseguem ser atenuados em muitos casos pelo óleo de onagra.

Alguns estudos mostram benefícios em tecidos nervosos lesados por causa de complicações da diabetes e também em casos de osteoporose.

Dosagens

Normalmente as dosagens usadas variam entre 2 a 6 gramas de óleo de onagra por dia. É vendido em cápsulas e na forma líquida.

Segurança/Efeitos adversos

Tratamentos com duração até um ano não parecem apresentar nenhum risco para a saúde.

Alguns sintomas como desconforto abdominal, náusea, diarreia ou dor de cabeça podem ocorrer. Se tal acontecer, deve parar a suplementação.

Durante a gravidez não deve ser utilizado apesar de haver alguns estudos que mostrem diminuição da pressão arterial neste período, existem outros que mostram que pode interferir de modo negativo.

Há relatos de utilização de óleo de onagra para encurtar o tempo de parto, mas o consenso é a não utilização na gravidez.

Outras situações em que está contra-indicado: epilepsia, esquizofrenia, cirurgia (deve parar a suplementação pelo menos 2 semanas antes de qualquer cirurgia).

Não deve ser feita a suplementação em conjunto com a toma de medicamentos antiagregantes plaquetários pois pode aumentar o seu risco de hemorragia.

A entidade britânica (Medicines Control Agency) equivalente à Food and Drug Administration nos Estados Unidos é da opinião de que existem pouco estudos a comprovar os

efeitos do óleo de onagra.

Portanto a evidência parece-se ser fraca devido à existência de poucos estudos, mas existem relatos de pessoas que sentem alivio dos sintomas referidos acima.

Como a toxicidade praticamente não existe e nesse ponto parece haver consenso, pode fazer a experiência caso preveja que o óleo de onagra lhe pode ser útil.

Converse com o seu médico sobre o assunto para ponderar possíveis interações.