O melhor amigo do homem: segredos para educar seu cão

Bem Estar Veja aqui 8 segredos para educar o seu cão para que possam ter uma convivência saudável e prazerosa.
Você vai ler:

Porque nos devemos preocupar com a educação do nosso cão?

A educação do nosso cão é indispensável para termos uma convivência saudável e prazerosa. O cão deve ser um prazer e não um problema.

É necessário educar o cão para que este esteja apto a viver numa sociedade humana, de acordo com as nossas regras de boa educação.

O cão não percebe a nossa língua e tem uma forma de viver diferente das nossa, por isso nós donos de cães e os cães, devemos conseguir ter um "código” comum para que a convivência seja agradável de parte a parte.

Para isso, nada mais fácil do que educarmos o nosso cão e educarmo-nos também a saber ter um cão nas nossas vidas.

Em que medida a raça influencia a educação?

A raça influencia, sim. As raças foram desenvolvidas de formas diferentes, com objetivos diferentes.

É muito diferente ter um pastor alemão, ou um mastim Inglês ou um buldogue, ou um perdigueiro português, ou um cão de raça indefinida, ou um jack russell, ou um labrador.

Estas diferentes raças, por exemplo, diferenciam-se pelo tempo de "dedicação” que devemos ter para com eles, tipo de atividades e cuidados.

Por exemplo, apesar de um mastim inglês ser um cão muito grande não tem grande atividade física comparado com um pastor alemão, ou um perdigueiro português não vai ter o mesmo tipo de atividade que um buldogue, ou o buldogue não vai precisar de tanta atividade do que vai necessitar o jack russel.

Apesar de serem igualmente pequenos, ou não vai com o seu mastim para a praia mas ia provavelmente com o seu labrador.

O futuro dono deve procurar saber que tipo de atividade gostaria de ter com o seu futuro "parceiro” e tentar imaginar que quantidade de tempo terá para se dedicar nos próximos anos.    

Mas a genética é só uma parte das coisas.

Existe também a importância de saber onde o cão nasce, os locais por onde ele passa e por quem passa e como passa até às 14 semanas.

Até esta data é o período ótimo onde:

  • Identifica a sua própria espécie;
  • Identifica todas espécies "amigas” ;
  • Adquire os meios de comunicação da própria espécie;
  • Adquire "banco de dados estímulos” ;
  • Adquire controlo da atividade motora (inibição da mordedura) ;
  • Desenvolve estímulos sensoriais.

Deverá adquirir um animal com um mínimo aceitável de 7 semanas junto da sua mãe e irmãos e eventualmente pai, entre muitos outros requisitos que devemos saber, antes de ter um cão.

Mas a forma ou o método de educar um cão, é igual de raça para raça só com nuances diferentes que referi anteriormente.

A educação de um cão adulto e de um cachorro é diferente?

Varia essencialmente do historial de comportamento que tem num determinado "movimento”. Mas um cachorro com 2 meses por norma, não aguenta tanto tempo de concentração do que um adulto.

Há vantagens e desvantagens nos dois tipos de idades.

Em que idade devemos começar a educação de um cachorro?

Os primeiros "treinos” deveram começar logo no criador, como o local de fazer as necessidades, senta, vir ter connosco quando chamamos, etc

Mas claro, nós donos devemos continuar a educação desde o primeiro dia que está em casa.

A educação de um cão e de uma cadela é diferente?

Basicamente não existe diferenças nenhumas entre cão e cadela.

Quais as orientações de uma educação equilibrada?

Devemos pedir auxílio a um educador canino que trabalhe com métodos baseados em ciência. Como eu costumo dizer para educar um cão não é preciso utilizar a força dos músculos, mas sim a força mental. Não é com mais um esticão na trela que vamos lá!

"Todos os comportamentos reforçados tendem a aparecer mais vezes, todos os comportamentos não reforçados tendem a extinguir-se”  E. L. Thorndike

Como orientar as relações sociais?

Devemos dar ao cão a possibilidade de socializar o mais possível com o maior número e diferente tipo de seres vivos possível, mas obviamente devemos ter cuidado de como fazer isso.

As experiências devem ser positivas e tranquilas.

Como orientar a aprendizagem dos hábitos de higiene, nomeadamente quanto à eliminação de fezes?

Tudo depende de onde queremos educar o cachorro a fazer e onde vivemos. Se for uma casa com um bom espaço exterior provavelmente então será ainda mais fácil. Dicas importantes:

NUNCA "castigar” o cão por ele fazer as necessidades no sitio errado !!!

  • Definir um local

O tipo de solo que o cachorro normalmente tem para fazer é o que ele vai associar mais facilmente. Por exemplo, tenha cuidado com o jornais e as fraldas pois os cães não vão encontrar isso mais tarde na rua.

Eu gosto de utilizar um retângulo de relva artificial e/ou mesmo o local que quer que ele faça em adulto.

Um cachorro quando têm 8 semanas precisa de urinar imensas vezes por dia, principalmente ao acordar, brincar e acabar de comer.

Nessas alturas, devemos colocar o pequeno no local que queremos e esperar pelo menos uns 5mts.
Premiar sempre por ele fazer no sítio certo.

Como orientar a alimentação?

Tal e qual como as pessoas, devem comer várias vezes ao dia e pouca quantidade, mesmo sendo adulto. Sendo cachorro devera comer pelo menos 4 vezes dia, sendo adulto pelo menos 2.

O prato deverá ser colocado e retirado passado uns cinco minutos máximo.

Uma regra importante é nunca dar nada ao cão no momento em que nós estamos a comer.

Deverá ter também uma dieta equilibrada e nunca se esqueça que o barato sai caro como diz o ditado.