Melatonina pode ser o segredo para acabar com o jet lag

Bem Estar Saiba mais sobre o jet lag: sintomas que afetam quem viaja de forma rápida entre fusos horários distintos e veja algumas dicas para diminuir seus efeitos.
Você vai ler:

Uma viagem para um destino longínquo merece um planejamento adequado.

Há que decidir se vamos sozinhos ou acompanhados,  há que conhecer truques para viajar de forma confortável,  decidir se devemos ou não os animais de estimação, ou como vamos aproveitar o tempo da estadia.

Mas não pode ficar esquecido que se a viagem é muito longa, por vezes quando se chega ao destino, não se consegue aproveitar como seria desejado, por causa dos efeitos do jet lag! Há que saber contornar isso!

O que é afinal o jet lag?

O jet lag constitui uma série de sintomas que afeta quem viaja de forma rápida (avião geralmente) através de 3 mais ou mais fusos horários.

Resulta da falta de ajuste biológico do corpo e dos ritmos de sono, ao novo horário do local de destino.

Pode incluir: falta de sono quando é hora de dormir, sonolência durante o dia, performance mental diminuída, dores de cabeça, irritabilidade, falta de concentração, alterações gastrointestinais e falta de interesse pela comida.

Variações na intensidade do jet lag?

  • Quanto mais longa for a viagem: Os efeitos do jet lag podem ser mais intensos quando viaja para locais com uma diferença de mais de 5 fusos horários;
  • A direção da viagem: Os efeitos são mais intensos quando viaja de Oeste para Este. Se viaja na direção de Este pode encontrar dificuldade em dormir ao chegar ao destino e demasiado sono ao acordar (por exemplo se está em Portugal e viaja para Sidney (Austrália);
  • Se viaja para Oeste pode sentir fadiga e sonolência durante o dia e acordar demasiado cedo durante a madrugada (por exemplo, se está em Portugal e viaja para Chicago (EUA).

Para que serve afinal a melatonina?

O nosso relógio biológico está no hipotálamo onde se encontram receptores para a hormona melatonina. A melatonina é produzida pelo corpo em resposta à escuridão e é suprimida pela luz, regulando assim o sono.

Ora por exemplo, se começou a sua viagem de dia, não conseguiu dormir no voo e chega ao destino e continua a ser dia…o seu corpo vai estranhar e pode desregular!

Como tomar melatonina:

  • Os estudos científicos são ainda controversos quanto à necessidade de utilização da melatonina para prevenir os efeitos do jet lag e quanto à dose necessária. De qualquer forma, já existe muita investigação que apoia a sua utilização. 
  • Deve utilizar melatonina se já fez outras viagens com 5 ou mais fusos horários de diferença e sentiu os efeitos do jet lag. Em viagens com diferenças de 2 a 4 fusos horários também pode recorrer à melatonina se também tiver sentido os sintomas em viagens anteriores;
  • A melatonina utiliza-se uma dose entre 2 a 5 mg durante alguns dias depois de chegar ao local de destino. Deve tomar entre as 22 horas e a meia noite do horário onde se encontra;
  • O número de dias que precisa para recuperar é fácil de calcular. Se viaja para Este:2/3 do número de fusos horários – por exemplo, se viajou 6 fusos horários vai precisar de 4 dias para recuperar. Se viaja para Oeste: 1/3 do número de fusos horários – por exemplo, se viajou 6 fusos horários vais precisar de 2 dias para recuperar.- A toma de melatonina é segura, mas como pode interagir com alguma medicação não deve fazer esta suplementação se sofre de epilepsia, se toma antiagregantes plaquetários como a varfarina. 

Outros comportamentos que podem ajudar a diminuir os efeitos do jet lag:

  • Se vai viajar para Oeste, uns dias antes da viagem comece a deitar-se 1 ou 2 horas mais cedo;
  • Se vai viajar para Este, uns dias antes da viagem comece a deitar-se 1 ou 2 horas mais tarde;
  • Se a viagem é muita longa, faça escalas para descansar se possível;
  • Durante a viagem beba muita água, não beba nada com álcool ou cafeína, faça apenas refeições ligeiras, vista roupa e calçado confortável;
  • Levante-se e ande durante a viagem para não passar demasiado tempo sentado e se possível durma.

Não marque reuniões importantes ou encontros que precisam muito da sua concentração no primeiro ou segundo dia depois de chegar ao destino.

Descanse, apanhe sol e se já experienciou os sintomas do jet lag, experimente a melatonina e aproveite melhor a sua estadia!

Quando voltar para casa pode repetir o processo!