Esteja atento aos Sintomas da Obesidade

Bem Estar A Obesidade é um problema sério, que, por sua vez, pode gerar outros problemas mais sérios ainda. É importante ficar atento aos sintomas de obesidade e procurar se tratar caso eles apareçam.
Você vai ler:

O que é a Obesidade?

Obesidade é o termo empregado para definir a condição em que uma pessoa apresenta sobrepeso, ou seja, pesa mais do que o considerado normal para as suas características.

Embora já tenha sido considerada uma característica, a obesidade é hoje tratada como doença pelas autoridades médicas.

Foi para melhor estudar a condição que surgiram algumas classificações secundárias, como sobrepeso, obesidade de grau 1, obesidade de grau 2 e obesidade de grau 3, dependendo da diferença entre o IMC (índice de massa corporal) da pessoa e o considerado normal por médicos e outros especialistas. 
 
A obesidade é uma doença que se manifesta de forma visual e não é difícil identificar uma pessoa obesa. Apesar disso, como o aumento de peso acontece gradualmente e não de uma hora para a outra, muitas pessoas não percebem que estão engordando demais.

Os sintomas mais comuns são:

  • Roupas que se mostram apertadas ou pequenas, necessitando de aquisição de roupas em números maiores;
  • Percepção de aumento nos números indicados pela balança;
  • Acúmulo de gordura localizada na região da cintura, braços, pescoço e quadris;
  • Dificuldade na realização de exercícios;
  • Perda de fôlego;
  • Suor em excesso;
  • Sentir mais calor do que a maioria das pessoas.

Um pouco mais científico do que os métodos acima, baseados em observação, é realizar o cálculo do IMC (índice de massa corpórea). O IMC é calculado a partir da altura e do peso da pessoa com a fórmula:

IMC = peso / (altura)2

Existe uma tabela utilizada pela maioria das pessoas para saber se está e o quanto está obeso. Com o número resultante do cálculo acima, verifique:

Supplied by BMI Calculator USA

Lembrando que o IMC é apenas uma medida de referência e não pode ser seguido cegamente.

Antes de iniciar um tratamento, dieta ou rotina de exercícios, consulte um profissional de saúde para que juntos vocês possam elaborar um plano seguro e eficaz no combate da obesidade.

Outro fator importante a se considerar é que o IMC é válido para adultos somente. Crianças e adolescentes estão em fase de crescimento e têm metabolismo diferente dos adultos.

Para o caso deles, o cálculo é feito baseando-se em uma tabela que considera sexo e idade para estipular se a obesidade existe e em que grau afeta a pessoa.

Outro item levado em conta na hora de identificar a obesidade é o tamanho da circunferência da cintura. Principal local de armazenamento de gordura, a barriga é sim um sintoma de obesidade.

Os "barrigudos" também têm maiores chances de adquirirem doenças associadas à obesidade.

Por exemplo: se há excesso de gordura ao redor da cintura ao invés de nas coxas, então existe maior risco de sofrer doença cardíaca e diabetes tipo 2. Esse risco cresce quando a cintura tem mais de 89 centímetros em mulheres e 101 centímetros em homens.