Está a tomar um medicamento genérico. Pode confiar na sua qualidade?

Bem Estar Medicamentos genéricos, da para confiar em sua qualidade? Venha descobrir tudo sobre medicamentos genéricos aqui.
Você vai ler:

Está a tomar um medicamento genérico. Pode ter absoluta confiança quanto à sua qualidade e eficácia farmacológica? Nem sempre.

O que é um medicamento genérico?

Um medicamento genérico é um medicamento que foi desenvolvido para ser igual ao medicamento que já foi autorizado, denominado "medicamento de referência”.

Um medicamento genérico contem as mesmas substância ativas que o "medicamento de referência”, e é usado nas mesmas doses para tratar as mesmas doenças. Contudo, as substâncias inativas de um medicamento genérico, nome, aparência e embalagem podem ser diferentes das do medicamento de referência.

Porque já está disponível informação sobre segurança e eficácia das substâncias ativas do medicamento de referência, as companhias produtoras de medicamentos genéricos apenas necessitam de:

  • Fornecer informação sobre a qualidade do medicamento.
  • Demonstrar que o medicamento genérico produz o mesmo nível de substância ativa no corpo que o medicamento de referência.

Como é vigiada a qualidade dos medicamentos genéricos?

A nível europeu a farmacovigilância é coordenada pela EMA (European Medicine Agency)  em estreita colaboração com as instituições responsáveis de cada país membro da EU.

Em Portugal a farmacovigilância é da responsabilidade do Infarmed .

Cientes da tarefa imensa que é manter uma farmacovilância eficaz, estas agências solicitam a colaboração ativa dos cidadãos na denúncia e reporte de casos suspeitos de fraude.

Uma vez investigada e confirmada uma irregularidade em algum medicamento é imediatamente publicado um alerta publico em todo o espaço europeu.

Quais as consequências dos problemas mais frequentes dos medicamentos genéricos que não cumprem os requisitos?

O medicamento não tem a substância ativa na quantidade que devia ter.

Neste caso, é muito provável haver a diminuição dos efeitos terapêuticos face ao medicamento de referência.

O medicamento genérico tem a substância ativa na quantidade correta, mas não é exatamente igual ou com a pureza medicamente exigida.

Os efeitos terapêuticos podem ser sobreponíveis ou inferiores aos do medicamento de referência. Os efeitos adversos podem ser muito mais intensos ou graves que os expectaveis para o medicamento de referência.

A falta de pureza da substância ativa pode acarretar uma toxicidade inesperada. Pode assistir-se ao aparecimento progressivo de sintomas adversos estranhos e não descritos como efeitos secundários para o medicamento de referência.

A metodologia de fabrico ou as substâncias inativas do medicamento genérico, os excipientes, alteram as caraterísticas da substância ativa.

Pode haver múltiplas consequências.

A substância ativa não se desintegra corretamente no meio fisiológico o que impede a sua boa biodisponibilidade e vai alterar a sua bioequivalência, quer dizer, não terá os efeitos terapêuticos que devia ter.

Ou podem ser criados compostos bioquímicos inesperados que podem provocar alterações no funcionamento de órgãos e sistemas e dar origem a quadros de toxicidade difíceis de compreender.

Como pode suspeitar da falta de qualidade de um medicamento genérico?

Se faz um tratamento prolongado com medicamentos genéricos para uma doença crónica, preste especial atenção ao seguinte:

  • Se alterou o fabricante do medicamento que lhe foi dispensado ou prescrito, anote essa data, de forma a poder estabelecer, posteriormente, uma relação cronológica com algum eventual problema.
  • Observa a diminuição dos efeitos benéficos do medicamento ou o agravamento dos sintomas que estavam controlados?
  • Percebe que há uma diminuição de alguns efeitos adversos descritos para o medicamento que toma e que vinha sentindo de forma habitual?
  • Sente o aparecimento progressivo de sintomas, mal-estar ou qualquer alteração no seu corpo ou no seu comportamento estranhos e que não lhe eram habituais?

Perante qualquer um destes acontecimentos, comunique-o rapidamente ao seu médico ou enfermeiro do seu centro de saúde ou da sua consulta hospitalar ou mesmo ao seu farmacêutico.

A partir do seu testemunho é ativado o sistema obrigatório de alerta entre os profissionais de saúde e as agências de farmacovigilância nacionais e internacionais.

Se toma um medicamento genérico esteja vigilante: exerça a sua cidadania, colabore com a deteção da fraude, defenda-se a si e colabore na defesa de todos.