Está a tomar um anti-inflamatório?

Suplementação Saiba quais são os cuidados que você deve tomar ao utilizar um anti-inflamatório, e seus efeitos adversos.
Você vai ler:

Os fármacos anti-inflamatórios actuam inibindo algumas enzimas cuja acção é promotora dos vários mecanismos envolvidos nos processos inflamatórios.

Essas enzimas são denominadas a COX-1 e a COX-2.

Existem duas principais grandes famílias de fármacos anti-inflamatórios:

  • Os AINES - anti-inflamatórios não esteróides. A sua acção bloqueia, ou inibe, a actividade de ambas as enzimas COX-1 e COX-2. Pertencem a esta tipo de anti-inflamatórios a indometacina, o ibuprofeno, o diclofenac e o naproxeno;
  • Os Coxibs – a sua acção exerce-se bloqueando, ou inibindo, selectivamente a enzima COX-2. Pertencem a esta classe de anti-inflamatórios o celecoxibe e etoricoxibe.

Efeitos secundários adversos dos fármacos anti-inflamatórios

Os efeitos secundários da toma de anti-inflamatórios são importantes e podem aparecer ao fim de poucos dias de medicação.

Vale a pena sublinhar que aplicação tópica de anti-inflamatórios incorre nos mesmos riscos que a toma sob a forma oral ou endovenosa, embora possa ser mais discreta e retardada.

Sistema digestivo

O mais comum, e mais conhecido, efeito secundário da toma de medicamentos anti-inflamatórios é o seu impacto no sistema digestivo:

Gastrite, úlceras gástricas, hemorragias digestivas gástricas ou intestinais.

Habitualmente a prescrição de AINES é acompanhada pela prescrição de protectores gástricos da família do omeprazol.

O que não é isento de riscos, nomeadamente intestinais.

Os Coxibs são melhor tolerados e os efeitos digestivos são menos marcados.

Sistema cardiovascular

Verifica-se haver um pequeno aumento do risco de enfarte de miocárdio.

Este risco deve ser tido em conta pelas pessoas com doença coronária.

 E sobretudo por quem já teve um enfarte miocárdio para quem a toma de anti-inflamatórios se reveste de maior perigo e exige especiais precauções.

Nas pessoas hipertensas a toma de anti-inflamatórios pode agravar a sua hipertensão e aumentar o risco de insuficiência cardíaca.

Sistema respiratório

Nas pessoas com asma ou alergias respiratórias a toma de anti-inflamatórios pode provocar o agravamento súbito das suas dificuldades respiratórias.

Sistema renal

A toma prolongada de anti-inflamatórios é um dos factores de risco para insuficiência renal o que representa o mais grave efeito secundário dos anti-inflamatórios.

Outros efeitos adversos

Náuseas, vómitos, diarreia, obstipação, diminuição do apetite, dor de cabeça, tonturas, zumbidos, retenção de líquidos, edemas e vermelhidão na pele.

Interacção com outros medicamentos

Se está a tomar um anti-inflamatório saiba que pode interferir com o metabolismo ou a eliminação dos seguintes fármacos:

  • Antiagregantes plaquetários com relevo para a varfarina;
  • Vários medicamentos anti-hipertensores;
  • Metrotexato;
  • Lítio.

Se está a tomar um anti-inflamatório ...

... Tome-o consciente dos seus efeitos secundários adversos.

Limite o tempo de tratamento estritamente ao que lhe foi indicado.

Se toma anti-inflamatórios segundo a sua decisão, tome-os apenas quando for absolutamente necessário.

Considere minimizar os processos crónicos inflamatórios com adopção de alimentação anti-inflamatória.

A toma de Omega3 - EPA e alguns fitoquimicos com efeitos anti-inflamatórios e a minimização dos efeitos do stress.