Está a tomar medicação prolongada e vai viajar…?

Sustentabilidade Veja algumas precauções caso vá viajar durante o uso contínuo de uma medicação, evite transtornos durante a viagem.
Você vai ler:

O tratamento contínuo com medicação prolongada deve ser rigorosamente cumprido.

A sua interrupção ou alteração das doses habituais pode provocar sérios distúrbios clínicos ou colocar em risco a própria vida.

Se está a tomar medicação prolongada e vai fazer uma viagem é prudente tomar algumas precauções.

A falta de algum medicamento pode tornar-se dramática e pode ser muito difícil adquiri-lo nos países de destino.

Prepare os seus medicamentos calculando a quantidade suficiente para os dias de viagem programados mais três dias.

Quantas vezes as condições meteorológicas adversas ou atrasos em ligações fazem prolongar as viagens por mais alguns dias?

Prepare dois conjuntos iguais e embale-os separadamente.

Coloque cada um deles em malas diferentes.

Se uma mala se perder na viagem terá um segundo conjunto dos seus medicamentos na outra mala.

Leve consigo os medicamentos necessários para o dia de viagem.

Se tem indicação médica para tomar algum medicamento em situações ocasionais, por exemplo em doenças com agudizações recorrentes – asma, alergias, dores, enxaquecas, varizes, gastrites, alterações intestinais, infecções urinárias ou respiratórias – deverá levar consigo também essa medicação.

Se toma insulina, ou outra medicação injetável, deverá solicitar ao seu médico uma declaração para justificar o transporte de medicação injectável em viagem de avião.