Está a tomar a pílula?

Bem Estar Existem muitas coisas sobre a pílula anticoncepcional que talvez você ainda não saiba, mas será de grande ajuda ter conhecimento sobre esses fatos.
Você vai ler:

A toma prolongada da pílula contraceptiva pode condicionar algumas deficiências nutricionais, com relevo para as vitaminas B, mas não só!

A toma da pílula contraceptiva, como de qualquer medicação, pode ter efeitos indesejáveis. No campo das reservas nutricionais a pilula contraceptiva tem algumas interferências cujos efeitos negativos importa prevenir.

A deficiência de vitaminas B surge como um dos mais comuns desequilíbrios (vitamina B2, B6, B12, ácido fólico) que ocorre na toma da pílula. A vitamina C, magnésio e zinco também são nutrientes que devem ser tidos em consideração.

Já o cobre é um mineral que normalmente está em níveis mais elevados nas mulheres que usam este método de contracepção.

Se por acaso surge algum imprevisto na toma da pílula e acaba por engravidar, as deficiências de vitaminas podem prejudicar o desenvolvimento do bebé.

Assim, não deixando de ter uma alimentação saudável, a suplementação é uma forma de prevenção de deficiências já que a pílula aumenta as necessidades, principalmente das vitaminas B.

Escolha um multivitamínico adequado à sua idade. Se optar por um multivitamínico e mineral lembre-se que não precisa de cobre.