"Emoções que curam", por Daniel Goleman

Bem Estar Conheça a teoria do escritor Daniel Goleman, sobre a cura através das emoções e entenda os benefícios da saúde mental.
Você vai ler:

O escritor Goleman propõe um novo sistema ético, fora do mundo religioso, o "sistema ético do corpo", baseado na imunologia.

A lógica é simples: Se tivermos emoções perturbadoras ou sentimentos ruins, adoecemos; mas se mantivermos estados mentais saudáveis, estimulamos a saúde.

O livro Emoções que curam fala sobre estados negativos como raiva, depressão e estresse, entre outros, além dos benéficos como a calma, o otimismo e a bondade amorosa."

O livro fala-nos sobre uma experiência "com um grupo de dois mil operários, no qual se mediram os níveis de hostilidade e raiva".

Concluiu-se "que uma pessoa constantemente zangada tem probabilidade uma vez e meia maior de morrer, em um período de 25 anos (intervalo entre as checagens iniciais e as finais), do que aquelas que não sentem raiva".

"As causas de distúrbios psicofisiológicos, como a dor de cabeça, dores em geral, hipertensão e asma, são discutidas por Daniel Brown, professor de psicologia da Harvard Medical School e participante deste debate."

Ao falar o stress, Brown lança uma questão: quais são as principais causas e, consequentemente, quais os problemas de saúde que originam.

Fala sobre os problemas diários, por exemplo: "como ficar preso no trânsito e ter muitas tarefas a serem executadas.

O Dalai Lama dá desfecho às discussões. Ele defende um senso de responsabilidade universal, baseado numa ética que repousa na compaixão".

E não deixa de fora os profissionais da área médica. "Existe um ditado que diz que a eficácia do tratamento depende mais do altruísmo do médico do que da competência dele."

E conclui: "A qualidade humana básica é a afeição. Essa é a coisa mais importante."

Boa Leitura!