Do patrimônio natural tangível ao natural intangível

Sustentabilidade Do patrimônio natural tangível ao natural intangível, conheça um pouco mais sobre o tema.
Você vai ler:

Da mesma forma que existiu um processo evolutivo de desmaterialização relativamente ao patrimônio cultural, entre a Convenção da UNESCO de 1972 e a Convenção para a Proteção do Patrimônio Cultural Imaterial de 2003 , as recentes descobertas sobre o funcionamento do Sistema Terrestre confrontam-nos com uma nova realidade que nos é vital, e que embora não seja um produto do espírito humano, não é fisicamente definida  nem geograficamente delimitável.

Pelo contrário, é global, não capturável e não apropriável, e depende essencialmente da estrutura de distribuição e concentração de componentes químicos e do nível das funções ecológicas existentes, que condicionam a acumulação de calor no planeta, que por sua vez condiciona a termodinâmica que determina o regular funcionamento dos dois grandes sistemas de circulação (oceanos e atmosfera) e do Sistema Terrestre como um todo.

Com o conhecimento já adquirido sobre estes processos-base e os indicadores que nos podem servir para medir e quantificar o estado do sistema, parece-nos que estão criadas as condições para construir um processo análogo ao da desmaterialização do patrimônio cultural e avançarmos para uma tutela jurídica global sobre o estado do Sistema Terrestre, um valor natural superior para a humanidade, e que constitui o suporte de todos os outros tipos de patrimônio natural ou cultural, já consagrados ou não.