Culturas de Verão – o tomate

Sustentabilidade O tomate contém muitas vitaminas, além de ser um ótimo antioxidante, veja algumas dicas do cultivo do tomate.
Você vai ler:

O tomate (Lycopersicon esculentum) é originário da região costeira ocidental da América do Sul no Equador e Norte do Chile.

Mas mais a norte, no México, também foi muito cultivado pelos Astecas.

Terá sido daí que veio para a Europa no século XVI, sendo as primeiras plantas de frutos amarelos, o que deu origem ao nome italiano: pomodoro.

E foi a Itália o primeiro país europeu a desenvolver o cultivo.

O tomate-cereja (cherry) é uma variedade botânica da espécie Lycopersicon esculentum var.

cerasiforme. Julga-se que as formas cultivadas de tomate tiveram origem nesta variedade botânica.

Quanto ao valor nutricional, para além da água (94%) com os diversos minerais nela dissolvidos - potássio (237 mg/100g), fósforo (24 mg/100g).

Cálcio (10 mg/100g), magnésio (11 mg/100g), sódio (5 mg/100g), ferro (0,3 mg/100g) - é de destacar a fibra (1,2%), a vitamina A (1133 UI).

A vitamina C ou ácido ascórbico (23 mg) e o licopeno. Este é o caroteno responsável pela cor vermelha e que lhe confere uma elevada capacidade antioxidante.

As maiores dificuldades do seu cultivo são as pragas e doenças, o que leva geralmente a frequentes aplicações de pesticidas (inseticidas e fungicidas), com maior frequência na cultura em estufa.

Já o tomate de indústria, cultivado em ar livre, tem atualmente um outro problema que é a aplicação de herbicida (como o glifosato) na cultura para secar a rama antes da colheita.

O que é altamente preocupante agora que a OMS declarou o glifosato como provavelmente cancerígeno para os seres humanos (grupo 2ª), e cancerígeno comprovado para animais.

Para evitar a presença de resíduos tóxicos o melhor é cultivar em agricultura biológica, de preferência ao ar livre e na época própria, que no caso do nosso clima mediterrânico de influência atlântica.

É a Primavera/Verão, mais cedo no Algarve e litoral alentejano (sementeiras ou plantações em Março) e mais tarde no Norte interior (um a dois meses depois conforme o microclima do local).

No nosso quintal biológico de Sintra fizemos a sementeira em Abril (19/04), em placas de alvéolos com substrato biológico à base de turfa.

À qual misturamos cerca de 20% de composto obtido pelas minhocas (lombricomposto).

O tomate foi crescendo no viveiro e aí ficou quase dois meses, um tempo algo excessivo que se compreende por o viveiro ter sido também feito ao ar livre e num local com alguma sombra para reduzir o número de regas.

Assim que foi para a terra e começou a receber água da rega (uma hora de rega gota-a-gota com gotejadores de 4l/hora e a 33 cm de distância), o crescimento aumentou.

No mesmo camalhão foi também plantada uma linha de pimento.

Passados uns dias procedeu-se ao "empalhamento do solo” (mulching), assim que fizemos o corte do relvado do jardim e das ervas entre os canteiros da horta.

É que a palha afinal não foi de trigo ou doutro cereal, mas sim das ervas, o que é mais nutritivo para o solo, para a cultura, e para as minhocas.

E outros organismos decompositores do solo (em especial os colêmbolos).

Assim alimentamos o solo (para além da cultura), protegemos o solo dos raios solares e poupamos na rega.

Entretanto fizemos o tutoramento das plantas com ripas e canas atados com fio, de modo a facilitar o crescimento em altura e mais tarde a colheita.

Assim também se diminui o risco de doenças pelo melhor arejamento da rama e dos caules.

Na nossa horta bastam em geral duas a três polvilhações com enxofre em pó (enxofre flor), em mistura com argila bentonítica, aplicados na fase de crescimento e floração, com polvilhador de fole.

Esta cultura não levou qualquer aplicação de cobre (calda bordalesa ou outro fungicida cúprico) e, ainda assim, não foi atacada por míldio.

A colheita foi iniciada em Agosto e continua por Setembro para as diferentes variedades como a Orange Strawberry, a Ailsa e a Coração de Boi.

A colheita de Tomate-cereja também tem sido abundante e o Teta de Cabra, de ciclo mais longo, começa agora a amadurecer.