Crianças resilientes, adultos resistentes!

Bem Estar Resiliência: saiba porque crianças resilientes, tendem a ser adultos resilientes e entenda a importância de saber lidar com as adversidades na infância.
Você vai ler:

A adversidade é uma parte natural da vida. Em algum momento, todos nós enfrentamos dificuldades, como problemas familiares , uma doença grave, uma crise pessoal , ou uma perda dolorosa.

Ser resiliente é importante para se saber lidar, da forma mais funcional, com adversidades como estas.

Enquanto a maioria dos pais esperam que seus filhos nunca enfrentem extrema adversidade ( o que é totalmente errado), enfrentar com sucesso situações difíceis, pode realmente, promover o crescimento e ajudar a desenvolver, nas crianças, as habilidades para serem mais resistentes no futuro.

  1. Pensar positivo! A modelagem de atitudes positivas e emoções positivas é muito importante. As crianças precisam ouvir os pais a pensar em voz alta, de forma positiva. Necessitam de um modelo que demonstre determinação e persistência até que o objetivo seja alcançado. Transmitir que se trabalharmos muito e acreditarmos que as coisas podem correr bem é a melhor abordagem para a resolução de problemas, pois ensina às crianças a sensação do poder da crença e esforço.
  2. Expressar amor e gratidão! Emoções como amor e gratidão aumentam a capacidade de resiliência. Os reforços positivos devem ocorrer com mais frequência do que os castigos ou as críticas negativas ( embora estes também sejam  importantes, nas alturas adequadas). Crianças e adolescentes que são cuidadas, amadas e apoiadas, aprendem mais facilmente a expressar emoções positivas para os outros.
  3. Expresse-se! Pessoas resilientes expressam adequadamente todas as emoções , mesmo as negativas. Os pais que ajudam as crianças a serem mais conscientes das suas emoções, promovem-lhes a capacidade de dosear e adequar as emoções de forma mais equilibrada e funcional nas situações mais adversas.
  4. Fique em forma! Boa saúde física prepara o corpo e a mente para ser mais resistente. Hábitos alimentares saudáveis , exercícios regulares e sono adequado protegem as crianças contra o stress de situações difíceis. O exercício regular também reduz emoções negativas, como ansiedade , raiva e depressão.
  5. Promover a competência! Promover o "sucesso" académico das crianças e adolescentes, é uma das melhores ferramentas para a luta contra a adversidade e a promoção da resiliência.  As crianças que alcançam o "sucesso" académico e que desenvolvem talentos individuais, tais como a prática de desporto, desenho , tocar instrumentos musicais, jogos, entre outros,  são muito mais propensas a sentirem-se competentes e realizadas. E neste sentido serão mais capazes de lidar com o stress de forma mais positiva. A competência social também é importante. Desenvolver relações significativas com os amigos e familiares pode aumentar a resiliência.

Proteger os nossos filhos contra todos os eventos dolorosos inesperados da vida não é possível. Ao ajudarmos a desenvolver a competência e as habilidades necessárias para enfrentar circunstâncias adversas, estamos a oferecer um legado valioso.

A resiliência pode ser construída através da compreensão desses fundamentos importantes. Quanto mais praticarmos estas abordagens, mais capazes serão os nossos filhos para enfrentar o que a vida traz.