Corpo e emoção

Bem Estar Venha saber mais sobre o seu corpo mental e emocional e suas emoções e compreendê-los corretamente.
Você vai ler:

Podemos considerar do ponto de vista energético a existência de três corpos.

O corpo físico, descrito pela Anatomia, que nos permite experimentar o mundo material, é a ligação com o mundo das sensações. É constituído pela nossa estrutura neuro-musculo-osteo-articular, órgãos internos, fáscias, órgãos sensoriais, etc.

Este corpo é animado e posto em movimento pelo corpo fisiológico ou etéreo que lhe assegura a circulação artéri-veno-linfatica, a respiração e as diferentes energias descritas pela Medicina Chinesa e que criam a energia vital do organismo.

O corpo emocional ou astral dos teosóficos é o lugar da nossa vida emocional; sentimos os movimentos de energia que o anima ou as impressões que ele veicula sob a forma das emoções que sentimos: tristeza, cólera medo, angustia, alegria, etc.

O corpo mental é o campo energético em que tomam forma e se desenvolvem os pensamentos, as crenças, os julgamentos, as opiniões, o olhar sobre nós próprios, sobre o passado, sobre o futuro ou o que nos rodeia.

É também o lugar das forças dos arquétipos presentes nas culturas, das forças ligadas à educação, informação e cultura. É aqui que se criam os moldes onde se desenvolve a nossa energia mas para que seja em harmonia e plenitude terá que ser pela experiência directa e consciente.

O corpo emocional interage directamente entre o corpo físico e o corpo mental. A emoção caracteriza-se por sensações e modo de pensamento que lhe são próprios.

Por exemplo, quando sentimos angústia, sentimos um aperto na garganta (corpo físico/ etéreo) e ao mesmo tempo põe-se em marcha uma série de pensamentos (corpo mental).

Recentemente uma equipa de investigadores finlandeses elaborou uma cartografia das zonas do corpo activadas em função da emoção desencadeada.

Cada emoção activa uma rede de zonas corporais específicas. Estas zonas são bem distintas consoante as emoções experimentadas.

Por exemplo, a cólera activa principalmente a zona do peito, parte inferior da face, braços e as mãos com grande intensidade. A felicidade é a emoção que solicita mais zonas do corpo e muito particularmente a face e o peito. É caso para dizer: "O mal e o bem à cara vem”.