Colheitas de outono, plantações de inverno

Sustentabilidade Colheitas e plantações entre as estações, entenda como as mudanças clímáticas, podem afetar o desenvolvimento da sua horta.
Você vai ler:

A mudança de estações, com as variações de luz e temperatura cada vez mais bruscas, tem consequências na horta. Algumas culturas de Verão conseguiram continuar a crescer e a produzir no Outono, como o pimento já referido em artigo anterior.

Agora até há poucos dias atrás, tivemos ainda na horta e em ar livre, feijão-verde (da variedade regional Riscado).

O feijão está em boas condições, seja a vagem seja a folha, com duas diferenças em comparação com a colheita de verão:

  • A vagem tem uma cor mais intensa, porventura em resposta ao tempo mais frio, com provável aumento de antioxidantes;
  • As pragas que atacaram no Verão (piolhos ou afídeos, aranhiço vermelho) não apareceram agora.

Agora já temos o frio do Inverno e só devemos semear ou plantar as culturas da época e com resistência suficiente às temperaturas extremas de cada região e local.

Na nossa horta ainda podemos plantar alfaces em Dezembro, caso da variedade Maravilha das 4 Estações, que tal como o nome indica resiste ao frio (não muito intenso) e ao calor. Numa horta mais para o interior de Portugal já seria melhor plantar o almeirão em vez da alface.

Num nosso artigo de Setembro, com o título "Colheitas de Verão, plantações de Outono”, indicamos as principais espécies hortícolas de Outono/Inverno. A essa lista podemos acrescentar mais algumas espécies, como é o caso da rúcola (Eruca sativa, sin. Eruca versicaria subsp. sativa), que também estamos agora a plantar.

Esta planta da família das couves (Crucífera) é boa para saladas e permite diversificar a composição das mesmas no inverno.

É originária do Sul da Europa e Próximo Oriente, de utilização muito antiga, tendo já sido usada pelos romanos como condimento e planta medicinal.

As folhas são ricas em ferro e vitamina C. É uma cultura de estação fresca, que não se adapta a dias longos e quentes (Verão), época em que espiga (floresce) rapidamente. Pode ser semeada diretamente na horta ou em viveiro para transplante.

A colheita começa cerca de um mês após a plantação (pode ser só 20 dias se a temperatura não for muito baixa), e faz-se cortando as folhas a cerca de 2cm do solo.

Assim a planta cresce de novo e as novas folhas podem dar uma segunda colheita. A produção e a qualidade podem diminuir com os sucessivos cortes, que são em média 2 a 3.

O ciclo total da cultura é curto com 60 a 90 dias, pelo que, tal como na alface, é preciso semear ou plantar por várias vezes para ter produção por mais tempo.

Quando a horta é pequena podemos plantar no mesmo talhão, rúcola com alface, começado a primeira a produzir um pouco mais cedo, Já as colheitas seguintes são em simultâneo com a alface, fazendo assim saladas mais ricas e variadas a partir da mesma terra.