Carvão vegetal – desintoxica, mas não absorve os gases intestinais

Bem Estar Entenda mais sobre o uso do carvão vegetal na medicina emergencial e conheça seus benefícios para a saúde.
Você vai ler:

O carvão vegetal ativado é uma espécie de carvão processado de forma a ficar reduzido a partículas muito pequenas com uma grande microporosidade.

Estas características aumentem a superfície do carvão ativado de tal forma que um grama de carvão ativado pode ser uma superfície equivalente a 500 metros quadrados.

A sua extensa superfície confere-lhe uma grande capacidade de adsorção, quer dizer, consegue fazer aderir à sua superfície grande quantidade de moléculas de fluidos com os quais contacte.

Capacidade de desintoxicação

A principal aplicação clínica do carvão vegetal ativado é como desintoxicante face a um envenenamento ou a uma intoxicação aguda.

Em medicina de emergência, a sua elevada adsorção é usada para fazer retirar do trato digestivo substâncias químicas perigosas tentando limitar a sua penetração no organismo através da mucosa intestinal.

Neste contexto médico, o uso de carvão vegetal pode ser acompanhado da administração de outras substâncias com o objetivo de provocar diarreia ou vómito.

Diminui os gases intestinais? Nem por isso…

A maioria das pessoas que toma carvão vegetal ativado tem como objetivo diminuir a quantidade de gases intestinais na convicção de que a capacidade de adsorção do carvão vegetal seja eficaz para os gases e possa trazer-lhes algum alívio à sua aerocolia.

Mas a verdade é que não existe evidência de que o carvão vegetal seja capaz de adsorver os gases intestinais.

A aerocolia deve ser compreendida como uma dificuldade pessoal de digestão de alguns alimentos, ou da digestão simultânea de alguns alimentos ingeridos na mesma refeição, como deficiência de enzimas digestivos, ou reflexo de uma flora intestinal disbiótica que pode e deve ser corrigida.

Interação com medicamentos – cuidado!

O carvão vegetal ativado é capaz de adsorver, ao longo do tubo digestivo, moléculas dos medicamentos que tenham sido tomados, diminuindo a sua assimilação na quantidade que era esperada e, portanto, diminuindo a sua capacidade terapêutica.

Esta interação medicamentosa pode ser especialmente grave em pessoas com doenças crónicas cujo equilíbrio dependa da toma de medicação diária.

Se toma medicação diária não deve tomar carvão vegetal.

Outros efeitos adversos

A toma ocasional de carvão vegetal não parece provocar efeitos adversos significativos. Mas a toma muito continuada pode dar origem a diarreia, obstipação ou mal-estar gástrico.

Quando tomar carvão vegetal ativado?

Conhecendo a sua capacidade de retirar do trato digestivo moléculas de múltiplos químicos, a toma de carvão vegetal ativado poderá ser benéfica para diminuir a absorção de químicos com os quais não pode deixar de contactar:

  • Nas horas seguintes, ou no dia seguinte, a ter comido carne ou peixe grelhado. O carvão vegetal ativado poderá diminuir a absorção intestinal das perigosas aminas heterocíclicas;
  • Depois de ter participado numa festa durante a qual ingeriu alimentos com elevada toxicidade (com corantes ou aromas artificiais);
  • Depois de ter permanecido em locais com elevada toxicidade ambiental.

Álcool - carvão vegetal não diminui absorção

A toma de carvão vegetal não diminui a absorção de álcool durante o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.