Eu consciente Carla Martins

Atenção Plena: o novo ingrediente anti-aging

O envelhecimento faz parte do processo natural da vida, no entanto, podemos adotar uma série de escolhas e padrões de comportamento para abrandar o processo de envelhecimento, melhorar a qualidade de vida e prevenir perdas cognitivas e físicas que, para alguns, surgem associadas a este processo. 

Uma área recente de investigação científica demonstra que stress, envelhecimento e o mindfulness (i.e., atenção plena) estão positivamente correlacionados com efeitos protetores das nossas células. Ao adotar uma prática regular de mindfulness está a melhorar o seu bem-estar, a abrandar o processo de envelhecimento e a ajudar a proteger-se contra as mais frequentes doenças associadas ao envelhecimento. Como é que isto acontece?


Os cromossomas 
Os cromossomas humanos possuem capas nas extremidades que se denominam de telómeros os quais que funcionam como capas de proteção dos cromossomas. Os telómeros são necessários para que ocorra a correta segregação de material genético por todas as células do nosso organismo e para que as células se dividam de uma forma saudável. Infelizmente, em reposta a contínuas divisões celular, os telómeros desgastam-se e esta função protetora acaba por desaparecer à medida que envelhecemos. 

Cientificamente, pensava-se que quando os telómeros encurtavam significava envelhecimento, morte das células e eventualmente do ser vivo constituído por essas células. Atualmente sabe-se que o encurtamento dos telómeros é evitável já que possuímos uma enzima – telomerase – que está associada a telómeros mais comprimidos. Isto significa que quanto mais telomerase tivermos no nosso organismo mais longas serão as capas protetoras dos cromossomas e consequentemente uma vida celular mais longa e saudável. 


Stress e Telómeros
Muitas das doenças que surgem com o envelhecimento estão associadas a telómeros mais curtos: cancro, diabetes, artrite, osteoporose, baixo sistema imunitário e doenças cardiovasculares. Estudos científicos associam o stress crónico a telómeros mais curtos: stress desgasta as capas protetoras dos cromossomas levando as células e o nosso corpo a envelhecer mais rápidamente. No entanto, estudos demonstram que quando mudamos o nosso estado mental e cultivamos uma visão mais optimista particularmente através da prática de mindfulness isto promove a manutenção e comprimento dos telómeros.


Mindfulness e Telómeros 
Os resultados científicos (Epel, etl al., 2009; Jacobs et al., 2010) demonstram que a prática de meditção mindfulness está associada a um aumento da telómerase – a enzima protetora dos telómeros. Isto acontece porque o mindfulness promove uma regulação emocional adaptativa e uma resposta adaptativa a situações de stress no dia-a-dia o que está associada a bem-estar psicológico. A prática de mindfulness reduz a ruminação, o cultivo de emoções negativas e destrutivas, ao mesmo tempo aumentando a intensidade e frequência de emoções positivas. 

O Dr. Clifford Saron da Universidade da California, Centro Davis para a Mente e o Cérebro afirma: "Observamos que a prática de mindfulness promove mudanças positivas a nível psicológico e que meditadores que demonstraram mais melhorias em várias medidas psicológicas tinham o maior nível de telómerase”. 

Os investigadores acreditam que ao cultivarmos estados mentais positivos e diminuirmos emoções e pensamentos negativos através da prática regular de meditação mindfulness, resultam num benefício muito positivo nas nossas células. Estas mudanças estimulam os níveis de telómerase que alimentam e aumentam o tamanho dos telómeros e a esperança média de vida das células. Desta forma, podemos dizer que a prática de mindfulness protege as células contra os efeitos negativos do stress a longo prazo e abranda o ritmo de envelhecimento celular daí se considerar que a prática de meditação mindfulness funciona como um ingrediente anti-aging. 

O mindfulness?
O mindfulness, como apresentado em contexto terapêutico tem a duração de 8 a 9 semanas e o protocolo mais estudado a nível científico é o Mindfulness-Based Stress Reduction, desenvolvido pelo Dr. Jon Kabat-Zinn da Universidade de Massachusetts. Um programa que envolve o treino rigoroso e sistemático na prática mindfulness.  

EsmeraldAzul – para uma vida saudável, consciente e sustentável.