Alimentos Funcionais

Alimentação Entenda a importância dos alimentos funcionais para a saúde e veja alguns exemplos de como consumi-los.
Você vai ler:

A alimentação influencia e muito o nosso bem-estar, na medida em que condiciona estados de saúde e doença.

Muito se ouve falar de alimentos específicos e dos seus efeitos na prevenção da doença e até no seu tratamento. 

O que são afinal alimentos funcionais?

Alimento funcional é a designação dada a alimentos que possuem componentes específicos em quantidades suficientes para terem efeito na manutenção da saúde e redução do risco de doença.

Estes componentes podem ser vitaminas, minerais, gorduras como as ómega 3, polifenóis, antioxidantes, isoflavonas, fibras, bactérias.

Estes elementos podem existir naturalmente no alimento ou ser adicionado pela indústria.

Exemplos de alimentos funcionais:

  • Chá verde- Possui catequinas, são necessárias cerca de 4 a 6 chávenas por dia. Efeito: antioxidante, protege oxidação do colesterol LDL, diminui agregação plaquetária;
  • Gengibre - Possui curcumina e gingerona, são necessários cerca de 15g de gengibre crú ou o dobro de gengibre cozido. Efeito: anti-inflamatório;
  • Brócolos-Possui glicosinolato e sulfurafano, é necessário mais de ½ chávena por dia. Efeito: anti-cancerigeno;
  • Aveia- Possui beta-glucano (fibra solúvel), são necessários cerca de 40g por dia. Efeito: hipocolesterolemiante;
  • Iogurtes e outros alimentos fermentados - Possuem bactérias, a quantidade diária necessária depende do produto. Efeito: melhoria da função intestinal, melhoria do sistema imunitário.

A lista seria quase infinita, já que felizmente há muitos alimentos com elementos muito benéficos e a indústria está sempre a atualizar-se e a criar novos produtos para satisfazer as necessidades do consumidor. Mas seja crítico e use o bom senso!

Na nossa rubrica segredos de saúde dos alimentos estamos continuamente a escrever sobre os benefícios de alimentos específicos, esteja atento.

Todos os alimentos funcionais fazem bem?

Não necessariamente. Lembre-se que os alimentos efetivamente têm efeitos no nosso organismo e se algum nutriente está em maior quantidade isso pode ser benéfico para nós ou não.

Por exemplo:

  • Uma bebida de soja enriquecida em cálcio não será bom para alguém que está a fazer uma suplementação com elevadas doses de vitamina D;
  • O consumo de toranja interfere com diversos medicamentos, nomeadamente imunossupressores. 

Procure alguns alimentos específicos em algumas situações, mas acima de tudo usufrua da variedade enorme de alimentos naturais e biológicos que felizmente temos à nossa disposição.

Varie o mais que puder, coma diferente todos os dias!