Afaste os mosquitos das suas férias: conheça soluções naturais!

Bem Estar Conheça algumas medidas preventivas que podem te ajudar afastar os mosquitos de uma maneira eficaz, evitando desconfortos principalmente nos dias de calor.
Você vai ler:

Os mosquitos podem ser uma ameaça para desfrutar de viagens, passeios pelo campo, vida ao ar livre, durante as suas férias.

Mas como afastar os incómodos mosquitos?

Pode pôr em prática algumas medidas preventivas para evitar chamar os insetos para junto de si.

Para afastar os insetos pode optar por várias soluções que é importante conhecer.

Soluções naturais: as mais amigas!

Há no mercado uma grande variedade de repelentes de insetos feitos de substâncias naturais apresentados em loção corporal, óleos secos, óleos, spray, gotas.

Óleos essenciais

Os óleos essenciais de várias plantas são capazes de afastar os mosquitos.

Que tal fazer os seus próprios repelentes de insetos naturais e sem químicos?

Num frasco com óleo de amêndoas doces misture, segundo o seu gosto pessoal, algumas gotas de óleos essencial de uma ou várias destas plantas:

Limonete, eucalipto, canela, óleo de castor, rosmaninho, cedro, hortelã-pimenta, trevo vermelho, gerânio, tomilho, pinheiro e cidreira.

Aplique umas gotas do seu repelente nas pernas, braços e pescoço.

O aroma dos óleos essenciais vai-se dissipando. Para manter a eficácia da proteção é necessário ir renovando a aplicação de duas em duas horas.

Medicamentos homeopáticos

Há dois medicamentos de homeopatia que podem ser usados por qualquer pessoa e, habitualmente, dão uma significativa ajuda no afastamento dos mosquitos e na diminuição da reação da pele a uma eventual picada.

  • Ledum Palustre 5 CH
  • Histaminum 15 CH

Para uma melhor eficácia devem ser tomados três vezes ao longo do dia, desde dois dias antes do início da viagem ou das férias e durante todo o tempo que dure a exposição ao risco de picadas de insetos.

Soluções químicas - quer conhecer alguns perigos escondidos?

A aplicação na pele de repelentes de insetos, de origem química, sobretudo se usados com muita frequência, podem ter sérios inconvenientes pelo risco de toxicidade agravado com o seu uso continuado.

DEET

A substância química, atualmente, considerada mais eficaz para afastar os mosquitos é o DEET (N,N-diethyl-m-toluamida).

O seu uso deve ser reservado para a proteção da picada de mosquitos transmissores de doenças graves como a malária e o dengue, em viagem para as zonas geográficas de elevado risco.

A sua aplicação na pele pode provocar irritação e vermelhidão.

O uso mais prolongado pode provocar irritação no estômago, náuseas e vómitos.

Uma absorção em grande escala pode fazer baixar o ritmo cardíaco e a tensão arterial e provocar intoxicação neurológica, com sonolência, tremuras e coma.

Nas crianças pequenas pode provocar convulsões.

Piretrinas

As piretrinas são um pesticida sintetizado a partir das flores do crisântemo.

Embora seja considerado não tóxico o seu uso regular pode provocar dificuldades respiratórias, tosse, baixa de oxigénio sanguíneo e diminuição do estado de alerta, tremores, convulsões, mal-estar de estômago e vómitos.

Se não existir risco de contactar com insetos portadores de doenças graves, considere optar por soluções naturais para afastar os insetos. É mais seguro!

Tenha uma boa viagem e umas excelentes férias!