A proteção do Sistema Terrestre

Sustentabilidade Saiba mais sobre o sistema terrestre como patrimônio mundial e sua nova etapa na proteção global do planeta.
Você vai ler:

A proteção do Sistema Terrestre através dos instrumentos internacionais já existentes não é suficiente? Não.

A experiência tem mostrado que perante os desafios estruturais que se colocam relativamente ao desafio da construção de um futuro sustentável, os esforços têm sido insuficientes para assegurar a mobilização planetária necessária a uma mudança de paradigma.

O reconhecimento jurídico da vitalidade do Sistema Terrestre, capaz de capturar aquilo que ainda hoje são consideradas externalidades pela economia, e inserir nos modelos de análise de desenvolvimento e riqueza os contributos de cada estado para a manutenção deste património comum.

Através de um acerto de contas, pode ter o potencial de gerar o "efeito gatilho” necessário a uma inflexão de rumo…

Por fim, o reconhecimento do Sistema Terrestre como património mundial confirma a solidez dos avanços alcançados e a coerência integradora do sistema de protecção.

Instituído pelas próprias Nações Unidas, em correspondência com a proteção internacional do Sistema Climático através da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, de Maio de 1992.

Com a Convenção de Direito do Mar ou a Convenção sobre Diversidade Biológica, instrumentos internacionais estruturantes de uma nova etapa na proteção global do Planeta.