8 consequências da privação de sono

Bem Estar O sono é primordial para recuperar as energias do corpo, mas infelizmente muitas pessoas sofrem com as consequências da privação de sono.
Você vai ler:

A falta de sono além de torná-lo mal-humorado e rabugento, pode afectar a sua vida sexual, memória, saúde, a sua aparência e até mesmo a capacidade de perder peso.

Conheça 8 surpreendentes - e graves - efeitos da perda de sono.

1. Perda cognitiva

O sono desempenha um papel crítico no processo de pensamento e aprendizagem. A falta de sono prejudica esses processos cognitivos de muitas maneiras.

Prejudica a atenção, estado de alerta, concentração, raciocínio e resolução de problemas. Isto faz com que seja mais difícil de aprender de forma eficiente.

Durante a noite, vários ciclos de sono desempenham um papel na "consolidação" das memórias. Se você não dorme o suficiente, você não será capaz de se lembrar o que aprendeu e experimentou durante o dia.

2. Sonolência pode causar acidentes

A privação de sono é um grande perigo para a segurança pública na estrada. Sonolência pode diminuir o tempo de reação, tanto quanto conduzir embriagado.

A fadiga é uma das maiores causas de acidentes de automóvel, mas também pode levar a acidentes e lesões no trabalho.

3. Diminuição da libido

Homens e mulheres privados de boas noites de sono relatam libido mais baixa e menos interesse em sexo.

Depleção de energia, sonolência e aumento da tensão podem ser em grande parte os culpados.

Um estudo publicado sugere que muitos homens com apneia do sono também têm baixos níveis de testosterona, por exemplo.

4. A privação do sono pode levar a problemas graves de saúde:

  • Doença cardíaca;
  • Ataque cardíaco;
  • A insuficiência cardíaca;
  • Arritmia cardíaca;
  • Pressão alta;
  • Diabetes.

5. Prejudica a saúde da pele

A maioria das pessoas já experienciaram uma pele pálida e olhos inchados depois de algumas noites de sono perdido. Mas verifica-se que a perda de sono crónica pode levar a pele sem brilho, linhas finas e olheiras sob os olhos.

Quando não dorme o suficiente, o seu corpo liberta mais cortisol. Em quantidades excessivas, o cortisol pode quebrar o colagénio da pele, a proteína que mantém a pele lisa e elástica.

6. Depressão

Ao longo do tempo, falta de sono e distúrbios do sono pode contribuir para os sintomas da depressão.

As pessoas diagnosticadas com depressão ou ansiedade são mais propensas a dormir menos de seis horas por noite. Na verdade, a insónia é frequentemente um dos primeiros sintomas da depressão.

Insónia e depressão alimentam-se um ao outro. A perda de sono, muitas vezes agrava os sintomas de depressão, e a depressão pode tornar mais difícil adormecer.

7. Aumento de peso

A falta de sono parece estar relacionada com um aumento da fome e do apetite, e, possivelmente, com a obesidade.

Não só a perda de sono parecem estimular o apetite. Também estimula a vontade de comer alimentos ricos em gordura e hidratos de carbono.

8. Falta de sono pode aumentar o risco de morte

No "Estudo Whitehall II", pesquisadores britânicos analisaram como os padrões de sono afetaram a mortalidade de mais de 10 mil funcionários públicos britânicos durante mais de duas décadas.

Os resultados, publicados em 2007, mostraram que aqueles que tinham diminuído o sono de sete para cinco horas ou menos por noite, tiveram o risco de morte por todas as causas aumentado quase para o dobro.

Em particular, a falta de sono dobrou o risco de morte por doença cardiovascular.