5 tipos de alimentos que deve colocar na lancheira dos seus filhos

Alimentação Nem todos os produtos que compramos destinados às crianças são saudáveis, veja os 5 tipos de alimentos que não podem faltar na lancheira escolar.
Você vai ler:

Por todo o Mundo os hábitos de alimentação escolar são diferentes, mas há uma coisa em comum: a lancheira. Muitas são as crianças que têm uma lancheira para levarem algo para comer durante o dia de aulas.

Em alguns países a lancheira serve apenas para levar pequenos lanches, noutros casos serve para levar almoço.

O importante é que a lancheira possa conter alimentos saudáveis a que a criança já esteja habituada. O trabalho em casa é por isso fundamental.

Este é um lanche de um menino numa escola na Suiça. Lanches com legumes são muito comuns em alguns países, pena que não seja em todos.

Legumes deveriam ser parte integrante de todos os lanches, mas enquanto isso não é uma realidade, não esqueça:

Pelo menos uma peça de fruta

Pode não ser fácil conseguir que a criança coma uma peça de fruta ao pequeno-almoço, muitas vezes pela falta de tempo. Se assim é, é fundamental que a sobremesa do almoço e jantar sejam fruta e que pelo menos a mais uma refeição, seja comida uma peça de fruta.

Na lancheira pode colocar fruta aos pedaços se quiser, desde que a parta mesmo antes de sair de casa e coloque sumo de laranja ou limão por cima para não oxidar. Para os mais crescidinhos pode colocar a peça de fruta inteira.

Oleaginosas – nozes, amêndoas, avelãs, cajús

Os frutos gordos  são uma óptima forma de ingestão de gordura de qualidade, que é fundamental para a saúde cardiovascular e cérebro, por exemplo.

São alimentos que são muito associados ao Inverno por ser a sua época, mas podemos consumi-los todo o ano.

Obviamente terá de colocar estes frutos já descascados para que a criança só tenha de comer. Se optar por comprar embalagens com estes frutos já descascados, não escolha produtos fritos e com sal.

Pãozinho de mistura

Se a criança passa muito tempo fora de casa convém ter uma fonte de hidratos de carbono como o pão. Escolha um pão de mistura ou de sementes, evite ao máximo pão embalado ou branco.

Os pães mais escuros vão ser maior fonte de fibra e vão permitir a sensação de saciedade durante mais tempo.

Neste pão, não coloque nada açucarado como compotas ou pastas de chocolate; prefira queijo fresco, queijo meio gordo, pasta de avelã, pasta de noz, pasta de amêndoa, manteiga e até mesmo legumes: queijo e tomate combinam muito bem, por exemplo.

Leite, iogurte ou leites vegetais

Para se poder variar, pode incluir também iogurtes com o mínimo de açúcar possível, mas sem adoçantes, pacotinhos de leite simples (cava/cabra/ovelha) ou bebida de soja ou bebida de quinoa ou bebida de amêndoas.

Água

Não sendo um alimento, é um elemento fundamental do dia-a-dia alimentar de uma criança. As crianças não bebem se não estiverem habituadas a fazê-lo durante o dia e se não tiverem água disponível com facilidade.

Não esqueça de colocar pelo menos uma garrafinha na mochila. A desidratação pode resultar em mal-estar e dores de cabeça e prejudicar o dia de aulas.

Variando entre estes alimentos e escolhendo dentro de cada categoria produtos diferentes, os lanches podem ser todos os dias originais, diferentes e saudáveis. Não precisa de enviar produtos industrializados na lancheira do seu filho (a).

Não se deixe levar pelas "bolachinhas para crianças” ou outros produtos destinados às crianças – normalmente são tão maus como os destinados a adultos.